Carregando...
Enviando...
INSTITUTO CENTRO DE CAPACITAÇÃO E APOIO AO EMPREENDEDOR
Data: 13 de Março de 2017

Voltar

Pesquisa mostra que número de mulheres empreendedoras cresceu 34%

*Empreendedoras durante a 27ª edição da Feira Nacional de Artesanato (FNA)

O universo das pequenas e microempresas possui forte participação feminina no Brasil. A adaptação a novas realidades do mundo do trabalho, a busca por mais liberdade criativa por meio de um negócio próprio e atividades que ajudem a flexibilizar a rotina familiar tem levado as mulheres a investir, cada vez mais, no empreendedorismo.

Para se ter ideia, o número de brasileiros donas de empresas, segundo a pesquisa Donos de Negócios – Análise por Gênero 2015, elaborada pelo Sebrae com dados da Pnad/IBGE de 2014, cresceu 34% entre 2001 e 2014, enquanto o aumento de homens nesta situação, no mesmo período, foi de 14%.

Em 2014, eram 7,9 milhões as empresárias em atuação no mercado formal e informal. Desse total, 98,5% formados por donas de micro e pequenas empresas.
De acordo com o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, o crescimento da participação feminina no mercado de trabalho é uma realidade forte no país e, consequentemente, elas também têm procurado mais o empreendedorismo. Afif ainda destaca que ter uma empresa é a escolha de muitas mulheres que querem conciliar trabalho e família.

”A flexibilidade de horário de um dono de negócios é um atrativo para as mulheres que desejam organizar as finanças e, ao mesmo tempo, cuidas da família, já que 35% delas empreendem em casa. Entre os homens, esse número cai para 7%."

A pesquisa revelou, ainda, que a proporção de mulheres empresárias que são chefes de domicílio aumentou de 27%, em 2001, para 41% em 2014. Enquanto que a proporção dos homens donos de negócio que são chefes de família diminuiu de 82% para 70% no mesmo período.

Entre 2001 e 2014 o tempo médio de estudo das mulheres passou de sete para nove anos. Isso demonstra que se preparam mais do que os homens antes e durante a implantação das empresas.

 

APRENDER A EMPREENDER

O Centro CAPE reconhece e valoriza histórias de mulheres que são exemplos para o empreendedorismo, por isso incentiva o sucesso afim de inspirar outras mulheres. Através dos cursos presenciais e à distância, é possível capacitar-se e obter noções sobre mercado, finanças e empreendedorismo para iniciar ou aprimorar o próprio negócio.

Os cursos “O Negócio é Ter Negócio”, “Empreendedor Artesanal”, “Comunidade Empreendedora”, “Cadeia Produtiva”, “Formação Básica em Cooperativismo”, “Aprenda a Calcular o Preço do Seu Produto”, “Como Vender Mais e Melhor” e “Gestão Comercial” são algumas opções dentre a enorme gama de cursos voltados para quem planeja montar um negócio. O objetivo principal do Centro CAPE é promover o desenvolvimento de atitudes que formam o perfil da empreendedora.

 

Conheça: Cursos CENTRO CAPE