Carregando...
Enviando...
INSTITUTO CENTRO DE CAPACITAÇÃO E APOIO AO EMPREENDEDOR
Data: 17 de Março de 2017

Voltar

Centro CAPE e SEBRAE Minas formam parceria para implantação da Vila do Artesão em Araxá

Vila do Artesão será implantada em Araxá

A presidente do Instituto Centro de Apoio e Capacitação ao Empreendedor (Centro CAPE), Tânia Machado, assinou, nessa semana, contrato destinado à consultoria para implantação da Vila do Artesão na cidade de Araxá em Minas Gerais.

O projeto visa apoiar artesãos do município e região em um espaço propício para comercialização coletiva e realização de atividades gastronômicas. O local receberá, ainda, artesãos dos municípios do Polo Regional Triângulo Sul, formado por Campos Altos, Ibiá, Perdizer, Pratinha, Santa Juliana, Tapira, Pedrinópolis, Carneirinho, Comendador Gomes, Fronteira, Frutal, Itapagipe, Iturama, Limeira do Oeste, Pirajuba, Planura, São Francisco de Sales, União de Minas, Campo Florido, Água Comprida, Conceição das Alagoas, Conquista, Delta, Sacramento, Uberaba e Veríssimo.

Práticas sustentáveis

O espaço, conforme contrato, deverá buscar a auto sustentabilidade a médio prazo, isto é, causar mínimo impacto sobre o meio ambiente, recompor recursos renováveis de interesse do projeto, ter retorno monetário suficiente para o sustento das pessoas envolvidas e suas famílias de modo que não precisem explorar ou recorrer a práticas predatórias para complementarem sua renda e, por consequência, tornar-se centro de referência do artesanato e cultura do Polo Regional Triângulo Sul – para isto, deverá incentivar a identidade local através da inserção de produtos chave na comercialização, sendo o mercado externo (Brasil e exterior) um dos focos principais.

Gestão do espaço

Entre as atividades a serem realizadas pelo Centro CAPE, constam o levantamento da possibilidade de ocupação em termos de áreas a serem construídas, viabilidade econômica do espaço, reunião de nivelamento com a comunidade artesanal local, levantamento dos produtos existentes e já produzidos, workshops de organização da atividade artesanal local, criação de um regulamento de ocupação, gestão do espaço, assessoria na implantação e sistematização necessária, monitoramento e a criação de uma organização formal local para gerir o espaço.

Além disso

A Vila do Artesão deverá ser operacionalizada por parceiro local, no que diz respeito à gestão do espaço e também deverá ser criada uma forma jurídica para a comercialização coletiva, formada pelos artesãos, formadores de opinião e entidades de fomento ao artesanato.

Cronograma

As atividades terão início no próximo dia 27 com a visitação da presidente do Centro CAPE, Tânia Machado, à cidade de Araxá.